Dá tudo de uma só vez. Dá o sol e a lua, dá o mundo de mão beijada. Não tenhas medo, não há nada que temer. De ti, dá o máximo que conseguires. Entrega-te de corpo e alma, flui com o teu coração e não olhes nem para os meios nem para os fins. Tu és o começo, o início e o fim do que é, sempre e somente, a tua vida. 
Olha em frente. Ergue esse esqueleto, usa a cor e a imaginação e muda de vida. Entrega todos os teus pertences. Perde o receio e o afinco, que as memórias ficam agarradas ao peito. Não voltes atrás, não hesites em seguir em frente. O melhor presente que podes dar a ti própria é atirares-te de cabeça e esperares que a felicidade venha agarrar-te. No fim, se ela não chegar, senta-te. Senta-te e espera a vida toda, se for preciso.

1 comentário:

- hé disse...

gostei muito, estou a seguir ((: